CRISÁLIDA

*Imagem feita em parceria com Daniela Karg

Crisálida

A tua crisálida é o mar,
Um lençol de cristal que racha
Na profundidade do teu peito,
No vai e vem do teu respirar.

O meu navio naufraga em teu quintal
E eu afundo entre as flores que tento agarrar.

Mas a tua crisálida não pode evitar
A vastidão que se entrelaça
Na superfície do teu beijo,
Neste abraço que me faz afundar.

O meu navio desaparece em teu quintal
Enquanto vejo uma borboleta despertar.

Te vejo nascer.
Te vejo voar.

~ por jeronimooo em março 30, 2015.

Uma resposta to “CRISÁLIDA”

  1. Então, Sahid, naquele encontro mágico, em alto Nilo recitou:

    PUPA
    A tua pupa é o mar,
    Um lençól de cristal que racha
    Na profundidade do teu peito,
    No vai e vem do teu respirar.

    O meu navio naufraga em teu quintal
    E eu afundo entre as flores que tento agarrar.

    Mas a tua pupa não pode evitar
    A vastidão que se entrelaça
    Na superfície do teu beijo,
    Neste abraço que me faz afundar.

    O meu navio desaparece em teu quintal
    Enquanto vejo uma borboleta despertar.

    Te vejo nascer.
    Te vejo voar.

    In Lua-Estrela

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: