MONSTRO

 

*Imagem feita em parceria com a artista dos meus sonhos e coração, Daniela Karg

Monstro

“Quem já não se perguntou:
Sou um monstro
Ou isso é ser uma pessoa?”
Clarice Lispector

Eles dizem:

“Veste a tua máscara
Esconde a tua presa
Sufoque toda estranheza
O banquete começou!”

Mas eu digo:

Predadores banguelas
Lambedores de carcaças
A minha fome é maior
A minha fome é sagrada!

Predadores tagarelas
Parasitas da palavra
O meu grito é fogo no pavio
O meu amor é uma ameaça!

Então venha

Rasgue o teu convite
Mastigue o teu contrato
Liberte a tua liberdade
A farsa terminou!

 

~ por jeronimooo em fevereiro 10, 2014.

4 Respostas to “MONSTRO”

  1. …” Vejamos: Os homens temem os lobos. Os homens perseguem e matam os lobos (por puro preconceito ou ignorância, que dá no mesmo). O que faz então lobo? Ele se disfarça de homem. Ele coloca seu disfarce e vai até o banco, visita seus pais, pede um capuccino e assim por diante… Os dias vão passando e o lobo vai se esquecendo de sua origem. Começa a se olhar no espelho e vai acreditando que ele é aquele disfarce. Até que um dia (que pode acontecer ou não) ele ouve um chamado, ele ouve o uivo. Algo dentro de si quer vir à tona mas ele sente medo… Medo do que os outros vão pensar, medo de ser perseguido, medo de morrer! Então ele busca ajuda. Então os livros, os sacerdotes, os mestres, os amigos e toda sorte de influência o convence de que ele precisa ser algo melhor, algo mais livre, como um lobo – que ele não é (aparentemente). E é aí que ele começa a sobrepor sobre o disfarce um novo disfarce: o de lobo. E assim continua, pois por cima do disfarce do lobo ele colocará outro que seja ainda melhor, ainda mais “real”. E isso chega num ponto onde o lobo original não consegue mais se mover. O ser original está sufocado pois não fez do conhecimento uma espada para rasgar as camadas dos inúmeros disfarces. E é aí que chegamos no ponto onde é preciso perder para ganhar”…

  2. esqueci de sitar o autor do texto:
    sahid-sapo-sardento

  3. “Espelhos no teto
    Champagne rosê no gelo
    E ela disse: “nós somos apenas prisioneiros aqui, por nossa própria conta”
    E no aposento do mestre
    Eles se reuniram para a festa
    Eles apunhalavam aquilo com seus punhais de aço
    Mas simplesmente não podiam matar a besta

    A última coisa que me lembro, eu estava
    Correndo para a porta
    Eu tinha de encontrar a passagem de volta
    Para o lugar onde estava antes
    “Relaxe”, disse o porteiro

    “Nós somos programados para receber
    Você pode assinar a saída quantas vezes quiser
    Mas você nunca poderá sair!”

    Bem-vindo ao San Diego Zoo
    Que lugar encantador
    Que rosto encantador
    Vários quartos no San Diego Zoo
    Qualquer época do ano
    Você pode nos encontrar aqui.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: