AQUI

O seu limite é um velho portão destrancado
E o que guardas é novo e livre como um passo.

Quero que reconheças a minha passagem,
Flâmula que tremula nesta procissão de miragens.

Venha, existe um lugar que acabou de acordar.

Aqui, em seu olhar curioso.
Aqui, em sua visão apaixonada.
Esquadrinhas terras de linhas soltas
E acendes os pavios das sementes…

Explodem flores ao vento.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em setembro 28, 2012.

3 Respostas to “AQUI”

  1. Na maioria das vezes, gosto dos seu poemas. Vc sabe. Mas desse, gostei muito, muito, muito, muito….É de longe o meu preferido desse tempo todo em que acompanho o blog. Obrigada por contunuar publicando essas belezas. bjo, Sabrina

    • E você sabe que um dos poucos méritos que tenho é o de continuar, mesmo sabendo que não estou progredindo para chegar em algum lugar. Por isso eu te agradeço de coração por manter-se por perto durante todo esse tempo, sem esperar nada em troca, apenas compartilhando essa cumplicidade de quem está no caminho pelo movimento e não pelo destino.
      Enfim, o seu mérito também é o de continuar! Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: