E ELES FUGIRAM DE BALÃO

Ergueu os olhos e desamarrou-se do chão
Começou a subir por entre os prédios
Viu as formas das nuvens e sorriu
Lembrou-se do reino de outrora
Lembrou-se de si mesma ali
Criando mundos ao vento
Apenas com o seu olhar
E a leveza curiosa
De seu coração.

Anúncios

~ por jeronimooo em janeiro 5, 2012.

3 Respostas to “E ELES FUGIRAM DE BALÃO”

  1. “No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
    que o vento não conseguiu levar:
    um estribilho antigo
    um carinho no momento preciso
    o folhear de um livro de poemas
    o cheiro que tinha um dia o próprio vento…”
    Mário Quintana

    • Sábio Quintana! 😉

      E que poesia linda… estou encantada com a leveza de suas últimas poesias. Continua!
      Beijosss8

  2. My soul is in the sky. Shakespeare

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: