REI SOL

 

Os meus passos foram repatriados pelo fim da estrada
Reconheço as bandeiras dessas folhas ao vento
Estou familiarizado com as fronteiras que se movem
Do leste para esse oeste nunca antes conquistado

E os meus passos, eles serão apagados, reescritos
No lar, na sala de estar quase sempre perdido
Estou no encalço dos limites que me perseguem
Do leste para esse oeste nunca antes destronado

No sonho de um sol que foi deixado, deitado
Iluminando os reinos que serão esquecidos
No último e derradeiro suspiro
Deste céu que se precipita

Para dentro de um dourado abismo.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em agosto 24, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: