ESTRATOSFERA

 

Cometas que não caem de joelhos
Alturas que não se rendem ao chão
Asas enraizadas no espaço vazio
Pássaros que ramificam a imensidão

O meu satélite está perdido
Mas não o meu coração.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em agosto 14, 2011.

Uma resposta to “ESTRATOSFERA”

  1. Lembrei de uns versos do Manoel de Barros: “Poesia é voar fora da asa.”
    Parabéns, poemas lindos…como sempre!!

    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: