ASSASSINO

Apertei o gatilho da escuridão
E a noite sangrou o sol
Amanhece para os inocentes
Amanhece para todos nós

Envenenei a fonte da solidão
E a sede abraçou o anzol
O amor é para os inocentes
O amor é para todos nós.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em julho 4, 2011.

2 Respostas to “ASSASSINO”

  1. Me deparei com o seu blog pelo poeme-se…

    Não fico feliz pela morte ou pelo gatilho
    Nem a escuridão, luz turva, inebriado sentido
    Sinto falta do ar doce pela pólvora só
    Sinto falta do pó para lua mentindo
    É a falta do que não fiz, do que busco
    No frio eu caço vermelho do vinho
    Me arrepia um olhar, um toque, um susto
    No perfume do amor, em ti inebrio

    Meus parabens… muito lindo o blog e os poems

  2. […] É a falta do que não fiz, do que busco No frio eu caço vermelho do vinho Me arrepia um olhar, um toque, um susto No perfume do amor, em ti inebrio Inspiração:https://sonhonosonho.wordpress.com/2011/07/04/assassino/ […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: