SEDE

 

Fui até a fonte de meu olhar desancorado
E naveguei explosões de águas cristalinas

Reguei os quartos vazios, as dunas escuras
Amenizei a sede dos jardins e dos calabouços

E fui, de gota em gota, embriagando direções
Derramando-me por inteiro, de passo em passo

Até que dessa busca brotou e ergueu-se a beleza
E eu naufraguei entre os rochedos dessa visão.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em abril 13, 2011.

3 Respostas to “SEDE”

  1. Liiindo isso. Lindo!

  2. Belas palavras! *-*

  3. Há tambem beleza na descrição do belo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: