A HISTÓRIA

 

Estava tão certa de que era apenas uma história, uma simples e inofensiva história, que nem acabou notando que as páginas do livro que segurava estavam todas em branco, e as palavras que vinha absorvendo eram, e sempre foram, aquelas pessoas que passavam apressadas, todos aqueles anônimos, parágrafos que ela reconhecia no ruído dos carros, num cachorro sem dono, e ela lia capítulos inteiros no tremor de um metro passando sob seus pés… pois eram palavras também os seus pés, as suas pernas, ventre, quadril, diafragma, seios, e quantos enredos ela lia em sua pulsação, nas mãos que não sentiam mais nenhum livro, nas páginas que ela virava em si mesma de uma história que nunca será escrita… mas sempre sentida, vivenciada.

Abrace a sua história.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em abril 11, 2011.

3 Respostas to “A HISTÓRIA”

  1. Em tempos de ‘tablets’ [que na minha é poca eram apenas ‘mesas digitalizadores’], daqui há 50 anos essa história será contada de forma diferente, mas o sentimente é inerente ao tempo.

  2. Julga que a essencia não muda, mas quem hoje se lembra do sermão da montanha?

  3. e a história respira…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: