ROSA DOS VENTOS

 

Não posso deter a luz
Não posso impedir o som
Via-expressa-me pleno
Da poeira para a poeira

E o vento que entra pela janela
E o vento que me espalha ao seu redor

Supersonicas supernovas
Entrego-me para receber
Via láctea, via tudo
Da cegueira para a roseira

E o vento que entra pela janela
E o vento que espalha o perfume

Pois sempre haverá uma rosa
para cada direção que nós caminharmos.



Anúncios

~ por jeronimooo em abril 4, 2011.

Uma resposta to “ROSA DOS VENTOS”

  1. ‘Foi o orgulho da rosa que arruinou a tranqüilidade do mundo do pequeno príncipe’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: