NÉVOA

 

O que não vejo não me impede de sentir
Estou tateando as curvas que se perderam
Explorando simetrias no corpo do silêncio
Até atingir o nervo que faz a névoa gritar

E o que não ouço não me impede de saber
Recolho as minhas distâncias num abraço
E atravesso essas fronteiras com um beijo
Até atingir o limite que faz a névoa dissipar

Mas tudo que se revela sempre quer revelar um pouco mais.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em abril 1, 2011.

3 Respostas to “NÉVOA”

  1. ‘ó metade arrancada de mim…’
    ê saudade, hein?!

    [tá, vou comentar assim que é melhor! se puder apagar os outros 😀 e desculpa por encher a sua página de comentários com comentários não válidos!]

  2. Profundidade demais! Quase afoguei dessa vez! Lindo.

  3. Tão profundo e cheio de sentimento. Adoro suas postagens!
    Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: