PÚRPURA

 

Fui deixado aqui sozinho nesse oeste
Entre as engrenagens do rubro poente
No coração da máquina de findar o dia
Que costura estrelas e buracos negros

Em infinitos panos azuis

Fui deixado aqui para obter a púrpura
Esmagando pérolas até extrair a seiva
O pigmento de tudo que é raro e leve
Até que eu sinta fluir em minhas veias

O inestimável valor da vida

Somente então poderei deixar para trás
Os sonhos que me deixaram aqui.

 

Anúncios

~ por jeronimooo em março 15, 2011.

3 Respostas to “PÚRPURA”

  1. http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%BArpura_(cor)

  2. “Há uma cor que não vem nos dicionários. É essa indefinível cor que têm todos os retratos, os figurinos da última estação… – a cor do tempo.”
    Mário Quintana

    Será que a “cor do tempo” com todas as suas matizes e tons… é púrpura? rs ;D

    Tudo sempre lindo por aqui!
    ;**8

  3. Os sonhos se perdem no caos, são sementes que fazem a inspiração brotar, mas como boas sementes os sonhos também morrem, para dar vida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: