RÉSTIA

Mirei naquela réstia de tarde que ainda pisava sobre as escalas rubras do poente… mas quando disparei o meu grito, foi a noite quem acolheu e cuidou do seu nome, carregando-o de mãos em mãos, de estrela a estrela, até o vai e vem das ondas que tocam as praias dos mundos que sonhamos. O meu chamado diluiu-se na profundidade das sutilezas do silêncio e por isso tornou-se forte, invencível. Você ouvirá a minha voz pronunciando o seu nome: seja num farfalhar de asas na sua janela ou num pressentimento de que existem caravelas de outros mundos desembarcando nas praias do nascer de um dia aparentemente comum. E então você saberá que já estou, milagrosamente, sempre ao seu lado.

Anúncios

~ por jeronimooo em novembro 16, 2010.

3 Respostas to “RÉSTIA”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Fábio Soares, Jeronimo Sanz. Jeronimo Sanz said: (SonhoNoSonho) Mas quando disparei o meu grito, foi a noite quem acolheu e cuidou do seu nome… http://tinylink.in/8UC […]

  2. Belíssimo texto. Muito legal o blog. =)

  3. Não tenho musica pra isso. Sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: