HOUDINI

 

Cinzas e restos
Poeira e fumaça
Sombras
Muitas sombras

E elas lamentam
E depois julgam
Culpado!
Eu sou culpado!

Então eu permito que elas coloquem algemas em meus pulsos;
Algemas em meus tornozelos e correntes por todo meu corpo.
Então eu permito que elas me encerrem dentro de um caixão
E me enterrem em uma cova que depois é selada com cimento
E palavras. Vozes que me definem. Razões e ruídos. Palavras.

São só palavras

Posso modificar
Alterar o rumo
Então erga-se
Erga-se agora

Renasce da cinza
Retire a máscara
Mostre-se
Mostre a verdade

Então eu abro os olhos. Ela está sorrindo como se dissesse:
“Não fale nada, está tudo bem agora.” Sim, eu sei que está.
A luz entra pelas frestas da persiana e os pássaros cantam.
Então eu me permito sorrir e me levanto. Estendo minha mão
E não digo nada. Ela aceita o convite e partimos em silêncio.

Que tal um pouco de música agora?

Anúncios

~ por jeronimooo em agosto 12, 2010.

4 Respostas to “HOUDINI”

  1. “Depois do silêncio, o que mais se aproxima de expressar o inexprimível é a música.” Aldous Huxley

    Sou cada vez mais fã de suas belas palavras!
    Beijo bem grandão… ^ – ^

  2. “Follow
    Your own path from here
    So don’t listen
    To what they say
    (They don’t know nothing)

    Cause inside
    You have a heart of gold
    So don’t let them
    Take this away

    Words they mean nothing
    So no one can’t hurt me”

  3. Que a alegria sempre vença o desespero. E nada melhor do que música para comemorar!

  4. A ORIGEM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: