TRAVESSIA

 

Essa é a porta que jamais abrirei
Mas você sabe, o vento é mais forte
Nós entraremos sem sermos convidados
O sol em seus olhos e minhas mãos vazias

Seremos capazes de nos reconhecermos?

Esse é o lugar que nunca encontrarei
Mas eu sei que você me guiou até aqui
Nós nos perderemos entre os convidados
O mar em seus olhos e minhas mãos em chamas

Seremos capazes de nos abraçarmos?

Essas são as palavras que não escreverei
Tudo que eu nunca soube sobre mim mesmo
Nós somos os anfitriões desse mergulho
A luz em seus olhos e minhas mãos tateando

Seremos capazes de nos inventarmos?

A folha está em branco
A porta está aberta
O lugar está aqui
Você sorri…

Sim, nós somos

Nós seremos.

~ por jeronimooo em junho 13, 2010.

3 Respostas to “TRAVESSIA”

  1. “Essas são as palavras que não escreverei”… mas você já escreveu… então o que impede o resto de acontecer? Sim, nós podemos!

  2. Yes, we can!
    Transpor os cômodos e abrir portas.
    Criar pontes sobre rios
    e túneis sob montanhas.
    Fazer a travessia
    para o íntimo de nós mesmos,
    esse lugar onde nunca estivemos
    e que palavra alguma é capaz de imobilizar.

  3. então (re)comece : “Era uma vez…”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: