VELAS AO VENTO (GOTA D’ÁGUA)

 

Eu sou a multidão que se despede
Acenando para o navio que parte
“Adeus! Bons ventos e boa viagem!”
Eu sou a mulher com a criança no colo
Imaginando se um dia ele vai mesmo voltar
Eu sou o velho que mal consegue acenar
Remoendo antigas lembranças de terras distantes
Eu sou os amigos zombando e fazendo apostas
E que logo mais voltarão a ficar entediados
Eu sou a criança no colo da mulher
Tentando entender o que há de tão triste nisso tudo
Então eu olho ao meu redor e não me reconheço
Não há nenhum colo e nenhum passado ou espera
Não sou amigo do medo e nem amante da tristeza
O vento que sopra agora é mais forte que o destino
Não me detenho mais em mim mesmo
E me jogo no mar gritando para o navio:
“A vida é única! A vida é única!”

Anúncios

~ por jeronimooo em março 24, 2010.

4 Respostas to “VELAS AO VENTO (GOTA D’ÁGUA)”

  1. Achei tão bonito!

  2. abençoada loucura

  3. Você sabe que acho tudo o que você escreve fantástico!
    Mas esse texto está muito especial… Sim, a vida é única!
    E temos que fazer o possível para nos sentirmos bem no exato
    momento em que estamos vivendo. Só que às vezes o que faz bem
    à uma pessoa não faz bem à outra. E então a melhor coisa que
    pode acontecer é a compreensão. Até que o navio volte.

  4. é…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: