POR ENQUANTO

 

Quero ficar assim
Passagem sem volta
Horizontes ilegíveis
Quero abrir caminho
E não ter onde me segurar

Quero ficar exposto
Para-raios para fora
Esconderijo iluminado
Quero abrir as nuvens
E não pensar mais em pousar.

Anúncios

~ por jeronimooo em março 22, 2010.

Uma resposta to “POR ENQUANTO”

  1. “De ontem em diante, serei o que sou no instante agora. Sem a idéia ilusória de que o dia, a noite e a madrugada são separados pelo canto de um galo velho.”

    TM 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: