O TERCEIRO LADO DA MOEDA

 

Não me sinto fechar
Entre portas ou palavras
Dentro de um baú
Como uma jóia clandestina
Que não pode resplandescer

Não me sinto
Estou vazio
Falo através de sonhos
Sobre um lugar e um tempo
Onde toda borda se desfaz como pó

Não tenho nada para explicar
Isso é uma oferenda e é também um assalto
Não me sinto dizer
Mas aqui está:

Em plena queda
O pleno vôo!

Anúncios

~ por jeronimooo em janeiro 28, 2010.

6 Respostas to “O TERCEIRO LADO DA MOEDA”

  1. só pode ser pleno se for assim ! Em plena queda !
    e nós sabemos tanto disso, né?

  2. Será que é possível voar sem cair?

  3. possível até que é…
    mas Fernão Capelo Gaivota diria que tomar impulso com a própria queda é bem mais divertido !
    heheeh

  4. A queda é um tipo de vôo

  5. Muito agradecido pela tua visita lá no Grão do Tempo.
    Bem vindo seja sempre!
    E vez por outro me sinto assim um sonho no sonho.

  6. O medo pelo queda envolto na alegria por não ter os pés no chão…sempre perigoso, sempre excitante.
    Boas palavras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: