MÚSICA URBANA 3

 

Estamos na rua
Estamos no meio da vida
Entre o caos e o sentido
Entre o quadro e o pincél
Não tenho nada que faça diferença
Sou apenas um traço que se perde
Um tom de cinza que pende para o azul
E que vai se diluindo no mar dessa paisagem

Estamos aqui nesse intervalo fora de mão
Nesse esboço que não se sabe como termina
De ruas congestionadas e pessoas apressadas
Que buscam algo especial no meio de um dia qualquer
Por isso eu aceno que sim, por que não?
Vamos aceitar a melodia que temos agora
E vamos dançar ao som dos carros que passam
Por que não?

 

Anúncios

~ por jeronimooo em janeiro 12, 2010.

4 Respostas to “MÚSICA URBANA 3”

  1. Música Urbana (por: André Pretórios/Flávio Lemos/Renato Russo/Fê Lemos)

    Contra todos
    E contra ninguém
    O vento quase sempre
    Nunca tanto diz
    Estou só esperando
    O que vai acontecer…

    Eu tenho pedras
    Nos sapatos
    Onde os carros
    Estão estacionados
    Andando por ruas
    Quase escuras
    Os carros passam…

    As ruas tem cheiro
    De gasolina e óleo diesel
    Por toda a plataforma
    Toda plataforma
    toda a plataforma
    Você não vê a torre…

    Tudo errado mas tudo bem
    Tudo quase sempre
    Como eu sempre quis
    Sai da minha frente
    Que agora eu quero ver…

    Não me importam os seus atos
    Eu não sou mais um desesperado
    Se ando por ruas quase escuras
    As ruas passam…

    As ruas tem cheiro
    De gasolina e óleo diesel
    Por toda a plataforma
    Toda plataforma
    toda a plataforma
    Você não vê a torre…

  2. Música Urbana 2 (por: Renato Russo)

    Em cima dos telhados as antenas de TV tocam música urbana,
    Nas ruas os mendigos com esparadrapos podres
    cantam música urbana,
    Motocicletas querendo atenção às três da manhã –
    É só música urbana.

    Os PMs armados e as tropas de choque vomitam música urbana
    E nas escolas as crianças aprendem a repertir a música urbana.
    Nos bares os viciados sempre tentam conseguir a música urbana.

    O vento forte, seco e sujo em cantos de concreto
    Parece música urbana.
    E a matilha de crianças sujas no meio da rua –
    Música urbana.
    E nos pontos de ônibus estão todos ali: música urbana.

    Os uniformes
    Os cartazes
    Os cinemas
    E os lares
    Nas favelas
    Coberturas
    Quase todos os lugares.

    E mais uma criança nasceu.
    Não há mais mentiras nem verdades aqui
    Só há música urbana.
    Yeah, Música urbana.
    Oh Ohoo, Música urbana.

  3. Se por enquanto o que a vida tem a nos oferecer são apenas carros passando e pessoas apressadas, por que não entrar no ritmo disso tudo? Carpe diem!

  4. aceitar o momento presente
    e saber que tudo tudo repito tudo esta dentro de vc
    isso mesmo e se esta dentro de ti é pq vc é conivente a isso
    quer mudar escolha outra paisagem

    ai é tao dificil escrever as coisas q começo com um intuito e acabo com outro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: