NA CORDA BAMBA

 

Mais de mil voltas pra chegar
Eis-me aqui
Na corda bamba a balançar
Existir
Asa de sonho, decolar
Sem cair
No chão do choro, flutuar
Vem sorrir

Longe ou perto, não importa
Eu quero é mais dançar com você
Cedo ou tarde, não importa
Eu sei que vou te amanhecer

Mais de mil noites pra acordar
Eis-me assim
Na chuva a chama quer brilhar
Resistir
Cavalo cego a me guiar
Sem cair
No chão do choro, galopar
Vem sorrir

Longe ou perto, não importa
Eu quero é mais dançar com você
Cedo ou tarde, não importa
Eu sei que vou te amanhecer.

Anúncios

~ por jeronimooo em novembro 23, 2009.

10 Respostas to “NA CORDA BAMBA”

  1. no equilíbrio delicado do segundo…

  2. quero dançar com vc.

    metno arp!=P

  3. hm.
    rs

    =)

  4. Não importa tempo e espaço, só interessa o querer e o não desistir. :]

  5. o importante é ficar “de pé”, você sabe, em todos os sentidos…rsrsrs
    tem que se concentrar menino grande, se concentrar! rsrsrsrs
    😉

  6. Tudo isso é como surfar (que é também como viver ou qualquer outra coisa).

    É preciso muita persistência para se atingir o mínimo de equilíbrio para ficar de pé. É nessa fase que a maioria das pessoas desistem. Só continua quem se apaixona, quem não se importa com o fato de que nessa fase vc mais cai do que qualquer outra coisa.

    Com o tempo, vc já começa a ficar de igual para igual com as ondas, como numa dança. Vc passa a entende-las, cada uma é uma manifestação única e passageira. É preciso muita concentração para se fixar e reparar em todas as nuances de cada individualidade, de cada onda surfada. É realmente um equilíbrio delicado que exige força e foco para se aproveitar ao máximo a extensão de uma onda. Mas é preciso também abandonar-se, é preciso fluir, entregar-se a um estado de quase loucura, que é quando vc não mais reage ao que vê e sim se antecipa através do instinto, do sentimento, quase que como uma vidência.

    É sempre paradoxal… Mas o que não é?

    • Foi a descrição mais bem elaborada e mais tocante que eu já vi sobre surfar (e sobre viver ou qualquer outra coisa)! Muito boa mesmo! :]

    • Muito bem!
      Persistência e abandono, cada ação em seu momento certo.
      Percebo que sempre temos que ficar atentos, afiados, justamente por causa do paradoxo. O limite é tênue, um segundo e se perde a vez.

  7. vcs disseram tudo

  8. […] sonho que tem como ideia principal o equilíbrio dos artistas de circo em suas apresentações na corda bamba.  ^ – […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: