VIA LACTEA

 

caminho de estrelas

Quanto mais perto
Menos eu reconheço
Quanto mais claro
Mais frio se torna
Satélites no caminho
Onde estão as estrelas?
Eu ainda me lembro
Tudo que você não disse
Palavra por palavra
O fogo estalando
As cinzas respirando
O mistério renascido
Galáxias e oceanos
Leite materno
E eu ainda mergulho
Basta soprar a vela
Olhar em seus olhos
Caminho de estrelas
Quanto menos reconheço
Mais eu te encontro
Quanto mais frio
Mais você queima
E eu ainda mergulho
E eu ainda respiro.

Anúncios

~ por jeronimooo em julho 24, 2009.

6 Respostas to “VIA LACTEA”

  1. Sê como o Sol para a Graça e a Piedade.
    Sê como a noite para encobrir os defeitos alheios.
    Sê como uma corrente de água para a generosidade.
    Sê como a morte para o ódio e a ira.
    Sê como a Terra para a modéstia.
    Aparece tal como és.
    Sê tal como pareces.

    Se pudesses libertar-te, por uma vez, te ti mesmo,
    o segredo dos segredos se abriria para ti.
    O rosto do desconhecido, oculto além do universo,
    apareceria no espelho da tua percepção.

    Na realidade, tua alma e a minha são o mesmo.
    Aparecemos e desaparecemos um com o outro.
    Este é o verdadeiro significado das nossas relações.
    Entre nós, já não há nem tu, nem eu.

    O vale é diferente, acima das religiões e cultos.
    Aqui, em silêncio, baixa a cabeça.
    Funde-te na maravilha de Deus.
    Aqui não há lugar para religiões nem cultos.

    Há uma Alma dentro de tua Alma. Busca essa Alma.
    Há uma jóia na montanha do corpo. Busca a mina desta jóia.
    Oh, sufi, que passa!
    Busca dentro, se podes, e não fora.

    No amor, não há alto nem baixo,
    má conduta nem boa,
    nem dirigente, nem seguidor, nem devoto,
    só há indiferença, tolerância e entrega.

  2. só há indiferença, tolerância e entrega !!!
    QUE ASSIM SEJA !!!

  3. Sim, sim, sim, indiferenca, tolerancia e entrega!

  4. É muito bom saber que as palavras que deixo soltas aqui se confundem com a sua obra, pois são como tu e eu…
    Somos somente um em alma!
    O anonimato que não se oculta a sua alma…assim como o seu mistério nunca foi oculto a minha!
    Bjs

  5. e também perco o ar …

  6. Quanto mais frio
    mais me queimo
    pelo fogo da injustiça
    mais me perco
    no sonho da conquista
    e mais esqueço
    a meta em vista
    Mas quando o calor chega,
    quando a alma derrete,
    quando o que chamamos
    de coração é aquecido
    não há galáxia que impeça
    que renasça a esperança
    e que o sonho, ainda criança,
    possa crescer
    e tornar-se tão grande
    que numa explosão
    vire realidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: