7+1 (=infinito)

 

unbelievable

E aqui estou eu novamente
Nesse programa fora do ar
Sobrevoando as sete fronteiras
Mas prestes a cair
No onipresente labirinto
Que todos chamam de lugar nenhum

E aqui estou eu mais uma vez
Na dissolução dessa interferência
Mergulhando em sete mares
Mas prestes a emergir
No onipresente labirinto
Que você chama de solidão

E aqui estou eu pela última vez
Ao vivo e sem corês
Chorando pelas sete vidas
Mas prestes a sorrir
No onipresente labirinto
Que eu chamo de infinito.

Anúncios

~ por jeronimooo em julho 19, 2009.

3 Respostas to “7+1 (=infinito)”

  1. O seu”Aqui estou”, me lembrou isto aqui:

    Lord I must Have Been Blind

    Here I am believin’ words again
    Here I am tryin’ to find your love again
    Here I am down on my knees again
    Prayin’ for a love that we used to know

    Both of us know how hard it is to love and let it go
    Both of us know how hard it is to go on living that way
    And so few understand what it means to fall in love
    And so few know how hard it is to live without it

    Lord, I must have been blind
    Lord, I must have been blind
    Lord, I must have been blind

    Ah, to hold something real and not believe it
    To live in her life and never trust it
    To give all you know and never feel it
    And hold back each day until it dies away

    Both of us know how hard it is to love and let it go
    Both of us know how hard it is to go on living that way
    And so few understand what it means to fall in love
    And so few know how hard it is to live without it

    Lord, I must have been blind
    Lord, I must have been blind
    Lord, I must have been blind
    Lord, I must have been blind

    Lyrics By Tim Buckley, mas tocante cantado por Brendan Perry.

  2. Sim, o medo modifica a minha visão
    E eu me preocupo demais comigo mesmo
    Quero aprender sobre mim
    Mas como fazê-lo, se tenho medo?

    Um dos meus grandes inimigos
    É este medo meu

    Por que, para que, levar-se tão a sério assim?
    Tudo o que eu faço é tão sério que me cansa
    Estou cego e surdo para o mundo

    Tudo o que acontece fora de mim
    Esbofeteia incansavelmente a minha seriedade
    Ah, como era maravilhoso quando brincávamos não é mesmo?
    Lembro disso e o resto… o resto vem por si

  3. Prefiro chamar o labirinto de infinito! :]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: