SUSSURRO

 

dream-station

Sorrio para a balconista
Não tenho troco
Não tenho nada contado
Saio de mãos vazias
Atravesso a rua
Ao som de motores e outros rugidos
Não chego a correr
É a calçada que se aproxima
Na esquina há um espelho
Mas o único reflexo que vejo
É justamente da pessoa que não está lá
E ela está entrando no metrô
Passando pelos visitantes
Passando pelos domadores 
Todos eles parados no meio da escada
Como se não soubessem que estão lá
Então ela entra em seu quarto
Dentro de um vagão
Então ela se deita
Mas o movimento é ascendente
E ela está sussurrando alturas
Através de túneis
Canais auditivos
Eu ouço mas não entendo
Estou arrepiado demais para retribuir
Não tenho troco
Não tenho nada contado
Então ela me abraça
Eu fecho os olhos
E agora me vejo aqui
Do outro lado do espelho
Onde as ruas não existem mais.

Anúncios

~ por jeronimooo em maio 28, 2009.

7 Respostas to “SUSSURRO”

  1. Não posso sussurar nada quando as mais belas palavras já foram ditas. 🙂

  2. Aaahh, o sonhoo! liindo!

  3. eu ia comentar, mas fiquei sem palavras…

  4. e nunca mais eu vi os zoim do meu amor…♫

  5. Quem está desperto?

  6. Alguem esta desperto?
    preciso de ajuda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: