TREM FANTASMA

 

passageiro

Trampolim de estrelas
A madrugada é profunda
Não tenho fôlego
Mas não preciso voltar
As ruas mais altas
São aquelas que fazem o medo se perder
O trem mais veloz
É aquele que não tem destino
Estou perdido
Sou o fantasma desse vagão suspenso
Esperando para saltar na estação de um abismo
Enquanto isso
Enquanto a velocidade aumenta
Peço para a garçonete um sorriso
Mas ela está assombrada demais
E acaba me trazendo uma garrafa de oxigênio
Eu recuso
Então ela sorri
De graça
Mostro minha passagem
E ela começa a chorar
Mas sou eu que pago pelo preço dessa dor
Não queria ser julgado
Mas não há tempo a perder com isso
Somos todos passageiros
De nossas próprias convicções
A garçonete se afasta
E eu me aproximo das estrelas
Com uma única convicção:
A madrugada é profunda
Não tenho fôlego
Mas não preciso voltar.

Anúncios

~ por jeronimooo em novembro 4, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: